quarta-feira, 19 de novembro de 2003

Peter Paul

É indiano de Goa. Nasceu em 49, tal como o meu pai. Aos doze entrou para o seminário católico de Goa e de lá saiu aos 26 com a batina vestida. Serviu a Deus em Goa e em Portugal mas, ao fim de tanto tempo, descobre que há algo que não faz sentido na sua pregação.
Decide abandonar o clero, vergado ao peso do vazio espiritual, e vai à procura do seu amor...Sheryl.
Mais tarde, visita um templo evangélico e descobre na centralidade da Palavra, a pessoa de Jesus Cristo.
Homem novo, Peter Paul, ou Pedro Paulo, como os padres católicos o rebaptizaram, entra no Seminário Baptista, com a certeza de que, o Deus que o chamou aos doze anos ainda não desistiu dele. Os acordes do seu Stradivarius transmitem a sua serenidade e a paz de espírito própria de um oriental.
Pedro Paulo é meu amigo...

Sem comentários: