sexta-feira, 10 de junho de 2005

10 Junho 2005

Tenho uma grande paixão por Portugal e muito orgulho em ser português. Já transmiti essa paixão a muito amigos estrangeiros que tenho. Amo a nossa cultura, a nossa gente, as nossas tradições e a gastronomia.
Mas a verdade é que também me envergonho de muita coisa. Envergonho-me da falta de civismo e princípios éticos, da cultura do "xico esperto", das ruas que servem como caixotes do lixo, da falta de empreendimento e responsabilidade na produção do bem individual e comum. Porém, o que mais me entristece é o facto de saber que podemos fazer muito melhor como indivíduos e como Nação.

6 comentários:

cat disse...

Coisa que eu confesso achar um pouco irritante é esta presunção que os religiosos têm de que todos os males do mundo são decorrentes da falta de fé dos outros... É que, como ateia convicta, considero essa uma ofensa pessoal. De quem não acredita que o seu próximo pode ter valores que orientam a sua vida e ter muito, muito, respeito por todas as pessoas... mesmo sem crer num qualquer deus. E mesmo naquelas que lhe atiram pedras por assim pensar.

Zé das Couves disse...

olá
parabens pelo seu blog, sou brasileiro neto de portugueses e procuro ficar sempre em contato com a terra de meus avos.
estive aí em maio deste ano pela primeira vez, achei lindissimo o pais.
tambem tenho um blog e coloquei um link do seu blog.
se puder visite:
http://caodoze.blogspot.com
e se possivel for coloque um link no seu blog para que mais amigos portugueses possam visitar este blog aqui do Brasil.
grande abraco:
Zé.

Nuno disse...

Cat, lamento dizer-te isto mas leste mal as minhas linhas. Pra já não sou religioso, sou cristão, o que acredita podem ser coisas muitos diferentes. Segundo, não pretendo impor a minha fé a ninguém. O blog dá-me a liberdade de expressão e não me parece que tenha imposto algo a alguém. E, ainda que assim fosse tenho o direito de propor a minha solução como qualquer outro cidadão de uma democracia. E já agora, porque é que cada vez que se fala de Deus os ateus ficam em palpos de aranha?

Nuno disse...

Zé das Couves, grande alcunha!!! Meu caro, assim que tiver tempo livre prometo linkar-te e a mais pessoal amigo. Pode ser? Obrigado pela tua visita, mesmo lendo que eu gosto mais da Argentina...

cat disse...

Religioso: «aquele que professa uma religião»... qualquer que seja. Eu não faço distinções.
Poderá propôr todas as soluções que quiser... ninguém o impede. Lamento eu tê-lo incomodado no seu blog... pensava eu ingenuamente que este também pudesse ser um espaço de discussão. Às vezes, as 'soluções' passam por nos compreendermos uns aos outros.
Fique bem.

Huck disse...

A Cat tá lixada ctg chavalo! Ui!