terça-feira, 23 de maio de 2006

Quando for grande quero ser Judeu

Algures entre os meus antepassados Oliveira, Cavaca, Cabrita, Jesus ou Rodrigues, há de haver sangue judeu. Sempre o suspeitei e o longo nariz do meu pai ajuda à suposição. Não escondo a preferência aberta pela causa semita, ou não se desse o caso de conhecer o pai Abraão desde os tempos da menince. Por estranho que possa parecer, a história de Israel é-me mais familiar que a de Portugal e ter no sangue os genes de Abraão seria como a cereja no cimo do bolo da minha identidade cristã. Não que estes lhe acrescentem um côvado, é certo, mas que sabia bem, isso sabia.

3 comentários:

Vilma disse...

Eu tenho Nuno... sangue judeu! :))))) E foi muito bom saber disso... apanhada pela fé e pelo sangue!

Nuno disse...

Cool.

Huck disse...

Tu, pra mim, es Judeu.