terça-feira, 18 de dezembro de 2007

A diferença entre Kaká e Cristiano Ronaldo.

Na Gala da FIFA, Cristiano Ronaldo não conseguiu disfarçar a inveja que lhe ia na alma ao ver Kaká receber o prémio de melhor jogador. Com toda a certeza, Cristiano sentia-se injustiçado por não ter sido reconhecido o seu direito a tal título. As fintas mágicas, os golos do outro mundo, a bajulação dos portugueses, assim como o seu esforço pessoal para atingir o zénite vindo de uma família pobre da Madeira, não foram suficientes para convencer os treinadores e capitães de todas as selecções do mundo. Já Kaká, humildemente, atribuiu a Deus o "acrescento" que lhe foi dado em relação aos seus próprios méritos que, segundo ele, eram apenas jogar pelo São Paulo e uma vez pela selecção canarinha. O momento vivido hoje, era como um "um sonho".
Parece que entre génios futebolísticos de igual valor (na minha opinião) a diferença faz-se pelos valores em que se aposta como ser humano, ou seja, o elemento "vida fora do campo". Aí, enquanto Kaká opta pela descrição e por valores assumidamente cristãos que pautam a sua conduta irrepreensível, Cristiano aposta num estilo de vida fútil, ostensivo e libertino. Não devia ficar admirado!

3 comentários:

David Cameira disse...

TODA A HONRA E TODA A GLÓRIA A DEUS

De facto, de nada valia ao Kaká falar muito de DEUS, JESUS e a Bíblia.... e depois...viver como vive o " nosso " Cristiano

Bem, pode ser que algum dia venha a aceitar o testemunho do káká e aceite a palavra de João 3.16

Daniela Mann disse...

Olá Nuno,
Venho pedir o teu voto para me ajudares a ganhar um concurso!

Estou a concorrer com o post "QUEM FOI?" ao blog do Custódio e ganha o que tiver mais comentários.

O link é este:
http://dinheirooportunidade.com/

E o meu post é logo o primeiro da lista.
Posso contar contigo?
Abraços para ti e para a família

PS: As votações estão quase a acabar!

Juninho disse...

Gostei do teu ponto de vista!Um português a falar assim...eu ja tinha pensado em dizer algo semelhante mas...sou brazuca né!Obrigado por exoressar o que sinto.Valeu!