quarta-feira, 20 de abril de 2011

Congonhas do Campo

Hoje, o Sílvio resolveu levar-nos até Congonhas do Campo, uma cidade a 70 km de Belo Horizonte, famosa pelo seu património histórico-cultural ligado à exploração de ouro no tempo colonial. O Sílvio viveu nesta cidade durante a sua adolescência, pelo que a visita hoje foi, para ele, um banho de nostalgia. A cidade é famosa pelas esculturas de pedra sabão elaboradas pelo notório Aleijadinho.

Confiram aqui: http://pt.wikipedia.org/wiki/Congonhas_do_campo

Ao final do dia fomos jantar com a família da Giovanna, esposa do Sílvio. Foi um tempo especial e precioso, que nos fez sentir a ausência da Jô. Mana, a tua família é tudo aquilo que sempre disseste e ainda mais. A tua avó é uma senhora extraordinária em cuidado, amor e frescura física e mental, apesar dos seus 87 anos. Todos te enviam um forte abraço de saudade.

Estamos numa outra casa. Desta vez, com o Cristiano, Fernanda e suas duas filhas, Ana Ester e Sara. O Local: Barreiro!!!


Piada mineira: Uai é uai, sô!

Paz

Nuno

2 comentários:

Ana disse...

A vossa ausência começa a fazer-me sentir o sindrome do Burro do Shrek: "Já chegaram?..." "Já chegaram?...""Já chegaram?...""Já chegaram?...""Já chegaram?..."

Nuno disse...

Lol