sexta-feira, 11 de novembro de 2005

11 Novembro - 30 anos longe de ti



É o que significa para mim esta data. Eu nunca te vi, mas conheço-te bem; nunca te cheirei, mas os teus aromas inebriam-me; nunca te ouvi, mas os teus ecos ressoam dentro de mim; nunca te toquei, mas amo-te como a mais nenhuma.
Quando falo de ti aos outros os meus olhos brilham, a minha alma pula, o meu espírito rejuvenesce. Há quem se ria, mas quero lá saber. Serás sempre a menina dos meus olhos, a minha terra prometida, aquela que mana leite e mel.
E quando, finalmente, estiver na tua presença vou beijar-te e abraçar-te longamente e chorar esta saudade orfã e disfrutar-te, tanto, tanto, tanto. É que, haja o que houver, serás sempre a minha querida ANGOLA.

2 comentários:

Flá Mendes disse...

tu hoje, conseguiste hã!? fiquei com vontade de ir tb...
ai, acho que vou parar de ler por aqui... sabe-se lá onde mais poderás levar-nos... nos... é pq o sam vem por arrasto ehehheeh,
e ja pensou se nos levas pras cascadas...

mas esta tua paixão por angola, inspira-nos!
abraços

Fla&Sam

Nuno disse...

(estou corado)...Flávia, Angola vai ser complicado, mas as cascadas temos que marcar. nem que seja um fim de semana alargado! Quero mesmo isso! Abraço