segunda-feira, 26 de junho de 2006

A Dona J.

é minha vizinha, e é tão cusca, tão cusca que, se vivesse em Santa Comba Dão, tinha apanhado o "Serial Killer"antes mesmo de ele cometer as barbaridades que testemunhámos.
Estou convencido de que ela passou ao lado de uma grande carreira de investigadora criminal.

6 comentários:

sararamos disse...

Vê lá se a Dona J. não lê o que andas a escrever a seu respeito.

Lucia disse...

Acho que todos temos uma Dona J. como vizinha, daquelas que mesmo quando não as vimos elas nos veêm a nós... Loll

framentosII disse...

Também tenho uma assim, acho que ela sabe onde vou mesmo antes de eu própria saber. Pena a "judite" não as aproveitar, talves ajudasse a resolver os casos mais depressa.
Bjocas.

Nuno disse...

Ela sabe tudo Sara. Disse-me ontem que te viu no Colombo...

Daniela Mann disse...

LOOOOOOOOOOOOOL
eh eh eh eh eh eh eh eh eh
A minha vizinha de baixo também comanda o prédio, mas naquela casa são tão cromos que os 2 miúdos mais pequenos,(Passam a vida à pancada e chorar com gritos do género: "HAAAAAAAAAAAAAA C%&"#ão!"), ainda não perceberam que escolhem a pior ofensa possivel para se arreliarem! Têm por hábito chamarem-se filhos da P....! Ora, como a mãe é doméstica, ouve e faz prevalecer o seu desagrado! Dá um tareão a cada um! Neste preciso momento, esta cena acabou de acontecer!!! Eu ouvi! O mais novo está a gritar a plenos pulmões: "Na Pooooooosssssoooo maaaaiiisss"!

Nuno disse...

Brutal!!!