terça-feira, 8 de maio de 2007

Suíça III

A Suíça é um país que nos encanta desde o primeiro momento: A espectacularidade dos cenários naturais, o progresso civilizacional, e também, para surpresa minha, a variada palete étnica que lá podemos encontrar. Apesar de estar fora da UE, a Suíça é, no meu entender, o verdadeiro centro sociológico da Europa. E, enquanto caminhava pelas ruas de Berna não pude escapar a uma breve análise religiosa.
Pioneira na Reforma do Século XVI, podemos ainda vislumbrar, nesta nação, alguns dos efeitos da aplicação de uma mundividência cristã na sociedade civil. Porém, o que se assiste hoje, é a uma crescente neo-paganização da sociedade, com todos os seus efeitos nefastos. Basta caminhar pelas artérias centrais das grandes cidades para se perceber isso.
Chego à conclusão de que, ao contrário do que muitos pensam, a Reforma Protestante foi apenas o início de um movimento que deveria ter sido muito mais profundo e abrangesse todos aspectos da sociedade. É pena que os reformadores não tenham investido mais no conceito do sacerdócio universal do crente, ou seja, em formar verdadeiros discípulos de Cristo que, por sua vez, formassem outros, numa cadeia inter-geracional interminável. Não seria essa a maneira de garantir que o movimento de regeneração espiritual não desvaneceria com o passar dos anos?

1 comentário:

Revolução disse...

Sacerdócio Universal, acho que as vezes isto faz tremer alguns que não querem deixar o ser "bem visto", "o controle" etc...
As vezes até tremem só de ouvir falar isto.